Me Deixa

Enquanto houver o respeito
eu lhe peço encarecidamente
meu amigo,
não brinque com
meus sentimentos

Pareço-lhe tola
infantil ou leviana
mas a minha sensibilidade
estala na pele
sou de vidro
do mais fino cristal

Antes que lhe deseje o mal
eu lhe aviso
encarecido amigo
não me procure mais
para falar de amor
não me diga palavras doces
que ecoam por dias
em meu coração

Não iluda o meu sorriso
com risos enebriados
e conversas reveladoras,
cordeiros assados
e yakissobas

Nada de engenheiros,
ou holandeses voadores,
nem maestros estrangeiros,
nem cantores

Não me fale das coisas lindas
que viu e lembrou de mim
ou do por do sol
no fim do dia
Não me diga que vem me ver
em janeiro ou no fim de abril

Publicidade

2 comentários em “Me Deixa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: