E que ano!

2021 foi um ano de vitórias. E pra ter vitória é preciso ter tido luta. Guerra. Que nem sempre é externa. É louco olhar pra trás e ver tanta coisa.

Eu me mudei, e pra isso muita coisa precisou acontecer. Interno, externo. Os planetas precisaram estar super alinhados.

Trabalhei muito. Não quero aqui romantizar o workaholic, mas foi real.

(As vezes a gente olha uma pessoa aqui e se pergunta, o que se passa na vida dela?)

Fiquei off por aqui? Fiquei. Mas no mundo real eu ri, bebi, me apaixonei, me senti cansada, viajei, fiz curso, quase adotei um gato, li, gastei o cérebro de tanto escrever, me senti cansada, meditei, fiz mais um curso, tive bloqueio de escrita, lavei louça, cozinhei e ainda sigo na busca pelo sofá perfeito, enquanto termino o último curso do ano.

Acho que se aprendi alguma coisa foi que o importante mesmo é estar alinhado consigo mesmo. Comigo mesma. Aquilo que faz sentido mesmo que pareça errado.

Muito longe de ser perfeita. Não fui, não sou, não serei. Mas tenho mergulhado no amor próprio para ver se quando eu levantar, o desamor, acumulado ao longo dos anos, se dissolve. E quem sabe assim meu corpo entenda que o Amor veio para ficar.

2022 é o meu ano da saúde. Isso quer dizer que além de lidar com a minha desconstrução em diversos âmbitos, terei que desconstruir meu entorno. Nunca é só você, é sempre o seu mundo.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: