Primeiro dia

01 de janeiro. Tudo parece o mesmo. O céu se transformou do azul escuro para o claro. O vizinho do prédio ao lado esticou seu braço para fora da janela do banheiro com o cigarro. Aos poucos o céu azul foi se tornando cinza. Há mais silêncio nesta sexta-feira. Ninguém andando nas ruas. Os passarinhos piam e voam livremente. O barulho de máquina que vem da padaria ao lado. A gata miou para pedir água e comida. Nada diferente dos outros dias. Mas o ônibus ainda não veio e ninguém desceu para passear com o cachorro. Uma manhã tão comum e tão atípica. A grande representação da antítese.
Essa manhã de 01 de janeiro traz também um misto de esperança e gratidão. O sentimento de escolha da vida que se quer nesse 2021. O desejo de mudar invade o peito e toma espaço, parecendo mais plausível do que nunca. Parecendo mais certo e com mais sentido do que sempre.
As badaladas do sino da igreja alertam que o dia já raiou, o ônibus já apareceu e a vida nessa manhã de 2021 oficialmente começou. O sol ainda está por detrás das nuvens, encoberto, descansando para iluminar o novo ano.

Publicado por Daniela Farah

Poetisa, escritora, jornalista, observadora da sociedade, pensadora da vida e curiosa. Fiz minha primeira poesia aos oito anos e desde então nunca mais parei de escrever. Ainda criança gostava de contar histórias sobre coisas da minha vida que nunca tinham acontecido.

2 comentários em “Primeiro dia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: