Obrigada, Amor

Obrigada, Amor. Você nunca foi como eu imaginei e a gente nunca se entendeu direito. Talvez pela minha infantilidade em acreditar nos contos de fada. Ou na minha ignorância por não te reconhecer. Não sei e não importa.

O que você me fez sentir transformou a minha vida. Hoje, e só hoje compreendo os paralelos que existem no Amor. Ainda engatinho nessa aprendizagem.

Você esteve comigo e nunca me deixou desistir. Por sua causa, eu sorri nos momentos mais improváveis e tive coragem para mudar.

Foi você, Amor, quem me fez compreender que eu posso ser tudo aquilo que eu acredito. E ainda não largou a minha mão quando a correnteza estava forte demais, para que eu não me perdesse.

Você nunca me deu tudo e a minha ingratidão me fez olhar para apenas para isso. O meu desejo consumista me fez ver aquilo que eu não tinha. A inveja me consumiu e eu desejei coisas que eu nem sabia.

E então, por não haver mais espaço em mim, você se foi.

Publicado por Daniela Farah

Daniela Farah é curitibana de coração, jornalista formada pela PUC-PR e sempre esteve ligada às artes, estudou produção cênica, língua portuguesa, literatura e violão no Conservatório de MPB do Paraná. Tem o blog “Adanibella – Todo dia é dia de Poesia” para trabalhos literários, é redatora da Roadie Music e participa do grupo Mulheres e Poesias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: