Queria

O coração é uma coisa muito complicada. Escolhe caminhos que as vezes você duvida e pergunta porquê ?

Porque nada faz sentido no que ele diz. E mesmo que você diga que não quer seguir por ali, ele quer. Por qualquer razão desconhecida. E aí você, que faz o maior esforço para não pensar, sente saudades em um momento aleatório. Que deveria ser romântico. E você chora. Não porque você quer. Porque você jura que não quer. Mas alguém lá dentro decide sentir saudades. Decide que queria. Porque queria é pior que querer. Queria beira quase o impossível. Queria beira quase o sonho. Queria é algo que não existe.

E faz sentido, de certa forma louca, você querer algo que lá dentro não faz sentido. Então, da forma mais louca possível, combina mais com queria do que querer. Porque na verdade, você não quer, mas queria.

Publicado por Daniela Farah

Daniela Farah é curitibana de coração, jornalista formada pela PUC-PR e sempre esteve ligada às artes, estudou produção cênica, língua portuguesa, literatura e violão no Conservatório de MPB do Paraná. Tem o blog “Adanibella – Todo dia é dia de Poesia” para trabalhos literários, é redatora da Roadie Music e participa do grupo Mulheres e Poesias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: