Meio Sorriso

Percorro meus dedos sob seus cabelos negros, que deixam seu pescoço à mostra. O sangue se apressa em pulsar pelo meu corpo, que explode em vontade de te beijar. Então aproximo meus lábios e os encosto suavemente. Você arrepia e eleva os ombros, como um ato involuntário. Eu continuo percorrendo a sua pele, e sinto esse cheiro, que é só seu, e me envolve, como só você faz. Enquanto desço sobre seu peito, você me olha, como se já soubesse o meu destino, ou ao menos, desejasse um. Eu te olho de volta, e esboço um meio sorriso, porque sei que você gosta.

Publicado por Daniela Farah

Poetisa, escritora, jornalista, observadora da sociedade, pensadora da vida e curiosa. Fiz minha primeira poesia aos oito anos e desde então nunca mais parei de escrever. Ainda criança gostava de contar histórias sobre coisas da minha vida que nunca tinham acontecido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: