Mini Contos da Escrita I

Eles tiraram a minha comida e eu não reclamei. Ela havia perdido o gosto, e comidas são todas iguais, então passei a me alimentar do que era possível e necessário apenas para a minha sobrevivência. Não andaria, nem falaria mais que o preciso, pouparia todas as energias que pudesse. Não ia deixar nada me abalar.

Então me levaram a água, e por mais que eu lambesse o chão atrás de gotículas que matassem a minha sede, eu sobrevivi. Nunca gostei de água e faria o que meu corpo precisasse para me manter.

Mas quando levaram meus papéis e minhas canetas, minhas armas, minhas extensões do meu corpo, já tão fragilizado pela ignorância dos homens, e o medo de ouvir a verdade, então eu senti a morte. Porque quem seria eu se não pudesse escrever, se não colocasse milhões de pensamentos que invadem o meu ser dentro das linhas comportadas e mal lidas do papel?

Publicado por Daniela Farah

Poetisa, escritora, jornalista, observadora da sociedade, pensadora da vida e curiosa. Fiz minha primeira poesia aos oito anos e desde então nunca mais parei de escrever. Ainda criança gostava de contar histórias sobre coisas da minha vida que nunca tinham acontecido.

8 comentários em “Mini Contos da Escrita I

  1. Perfeito! Penso que nós todos temos aquilo que, se nos for tirado, será quase uma morte. Para alguns são coisas que podem ser consideradas fúteis (como roupas, por exemplo). Mas para você é o “escrever” é o “expressar-se” e o mais legal é que conhecendo seu blog a gente consegue sentir isso por aqui. Beijos Dani querida.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: