A Louca

Eu tenho em mim uma louca
que diz o que eu não devia
que pensa o que eu não sabia
que faz o que eu não queria.

Essa louca vive presa entre
as coisas que são certas
que coragem tenho eu de não
ter um desejo meu?

Penso que essa louca sai no
meu desvario de ser normal.

Enquanto penso que quero
ser ordinária.
Não tenho para mim outro
desejo que não
o de ser eu mesma, sem surpresa.

Como faz para ser inóspito sem
ficar presa aos ideias e modelos.

Quando faço o que me é comum
E ao meu ver é honesto
questionam se é certo
então surge a louca que quer se ater
às regras e modelar ao que é preciso
se somos por natureza imperfeitos
de que vale ser conciso?

A louca em mim, como pode, quer saber de tudo
E sonha com a perfeição em matéria
Diacho! Riacho! Eu acho que não.
Prefiro a liberdade do erro
em matéria de coração.
Não há ninguém perfeito.

Publicado por Daniela Farah

Jornalista curitibana formada pela PUC-PR, com pós-graduação em Comunicação Empresarial, também estudou produção cênica, língua portuguesa, literatura e fez aula de violão no Conservatório de MPB do Paraná. Atualmente, trabalha com produção de conteúdo para sites, blogs e redes sociais. Começou a escrever sobre música em 2017 como redatora da Roadie Metal. Adora conhecer bandas novas, fazer cobertura de shows e entrevistas.

2 comentários em “A Louca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: