Ansiedade Utópica

Eu tenho essa ânsia do mundo
E você me pergunta sutilmente
Onde quero chegar. Fico mudo.
Nesse lugar que se sente.

Com a mente embaralhada
Honestamente eu me pergunto
Para que correr em disparada
Se já se tem tudo.

Não sei para onde ir
Sei que não quero ficar
Sinto que me prendi
E não sei como voltar.

Fiquei presa no tempo
Onde não se pode achar
Cada pedaço em vento
Não sei como juntar.

Quero chegar na vida
Mas não sei onde fica
Me ajuda a achar?

Publicado por Daniela Farah

Daniela Farah é curitibana de coração, jornalista formada pela PUC-PR e sempre esteve ligada às artes, estudou produção cênica, língua portuguesa, literatura e violão no Conservatório de MPB do Paraná. Tem o blog “Adanibella – Todo dia é dia de Poesia” para trabalhos literários, é redatora da Roadie Music e participa do grupo Mulheres e Poesias.

Um comentário em “Ansiedade Utópica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: