Gostar é simples mas também pode ser complexo

Nunca entendi porque você mudou de comportamento. Mas no fundo acho que sempre foi assim. Ou você nunca gostou de mim ou você gostava muito de mim e sentia raiva. Não vou saber diferenciar e isso não me importa. Durante muito tempo fiquei me perguntando o que eu fiz de errado e deixei você controlar a minha vida porque eu gostava e acreditava em você. Grande besteira. Gostar exige muito de alguém. Você precisa ter o coração aberto e ter um bom nível de compreensão no universo do outro. Gostar faz você perdoar o outro quando ele erra e merece, e faz você ficar feliz pela vitória dele. Faz você controlar seu medo de que o outro vá embora.

E ainda assim gostar não quer absolutamente nada disso além daquele aconchego no coração e daquele sorriso que sai dos lábios quando você pensa na pessoa. Gostar é simples mas também pode ser complexo.

Publicado por Daniela Farah

Daniela Farah é curitibana de coração, jornalista formada pela PUC-PR e sempre esteve ligada às artes, estudou produção cênica, língua portuguesa, literatura e violão no Conservatório de MPB do Paraná. Tem o blog “Adanibella – Todo dia é dia de Poesia” para trabalhos literários, é redatora da Roadie Music e participa do grupo Mulheres e Poesias.

3 comentários em “Gostar é simples mas também pode ser complexo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: