Despedida

A despedida nunca é fácil
Nem para quem fica
e nem para quem vai
Mas é uma forma
de se libertar do passado
e das amarras e dos anzóis.
Eu nunca achei que seria tão difícil
E nem que iria doer
Mas antes se curar de um vício
que ficar a deriva e morrer
Cada vez que eu olho para trás,
a minha decisão fica mais forte
eu preciso lutar pela minha vida
e não confiar só na sorte
Já fiz o que pude e decidi
vou desistir
esse fardo não é meu
agora eu faço parte da lista
de todas as pessoas que você perdeu
E se você não sabe o porque
já cabe ai começar
ou você pode fingir que nada aconteceu
mas aí isso nunca vai parar
mas aí é você quem decide.

Publicado por Daniela Farah

Daniela Farah é curitibana de coração, jornalista formada pela PUC-PR e sempre esteve ligada às artes, estudou produção cênica, língua portuguesa, literatura e violão no Conservatório de MPB do Paraná. Tem o blog “Adanibella – Todo dia é dia de Poesia” para trabalhos literários, é redatora da Roadie Music e participa do grupo Mulheres e Poesias.

4 comentários em “Despedida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: