Poesia do dia: Meu Lugar no Mundo

Quem sou eu
no meio de tanta confusão?
Risos não distribuídos
Choros tão bem guardados
que o peito malogrado
Bate relutante.

Entre o meu querer e o dos outros
Onde está você coração?
O que deseja a minh´alma
Escondida entre as personalidades
Adquirida pela vontade celeste
de apenas Ser.

Das possibilidades do mundo
Nada mais me comove
A felicidade dos dias surge
Incólume, abrupta e plena.

Se quero ser feliz
A sociedade condena
Se demonstro extremo sofrimento
Eles me consideram serena.

Como devo proceder, coração,
Serei então grande ou pequena?

Publicado por Daniela Farah

Jornalista curitibana formada pela PUC-PR, com pós-graduação em Comunicação Empresarial, também estudou produção cênica, língua portuguesa, literatura e fez aula de violão no Conservatório de MPB do Paraná. Atualmente, trabalha com produção de conteúdo para sites, blogs e redes sociais. Começou a escrever sobre música em 2017 como redatora da Roadie Metal. Adora conhecer bandas novas, fazer cobertura de shows e entrevistas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: