Primeira vez

Quando eu vi seus olhos brilhantes vindo em minha direção, eu não resisti. Guardei aquele momento como fotografia que a gente deixa na gaveta de calcinhas no criado-mudo.

Não estava lá por você e juro nem saber da sua existência, antes que nossos olhos se cruzassem. Diante de todos os rostos desconhecidos, eu o encontrei. Não sei dizer se você foi o primeiro ou se apenas estou romanceado. É da minha natureza achar as coisas mais bonitas do que elas são. Ou foram.

Publicado por Daniela Farah

Poetisa, escritora, jornalista, observadora da sociedade, pensadora da vida e curiosa. Fiz minha primeira poesia aos oito anos e desde então nunca mais parei de escrever. Ainda criança gostava de contar histórias sobre coisas da minha vida que nunca tinham acontecido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: