Homem Simples

Sei que estou diante de um homem simples
Que demonstra claramente seus sentimentos
com palavras que utiliza em seu vocabulário cotidiano
Poeta nenhum tem vantagem
Nem mandinga, nem reza
Ele gosta, por que gosta
Se não, despreza.

Homem racional, calculando porcentagens
e contando os dias, as horas, os beijos
Se gosta, diz que gosta
Se não, o vento carrega.

Ele codifica as mensagens
e as joga em Alentejo
mesmo que não entenda
o português
É simples, de fato
Gosta, apenas gosta
Se não, nem chega perto.

E diante do homem simples
eu aqui não compreendo
porque fazer tanto plano
seria falta de coragem
ou vale o quanto pesa?
Se gosta, ele demonstra
Se não, a onda leva.

Publicado por Daniela Farah

Daniela Farah é curitibana de coração, jornalista formada pela PUC-PR e sempre esteve ligada às artes, estudou produção cênica, língua portuguesa, literatura e violão no Conservatório de MPB do Paraná. Tem o blog “Adanibella – Todo dia é dia de Poesia” para trabalhos literários, é redatora da Roadie Music e participa do grupo Mulheres e Poesias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: