Poema Triste

Tenho passado os meus dias
Com a companhia suave da tristeza
Por vezes me alegro
Com o seu sincero sorriso
Por vezes me entristece
Tuas doces palavras
Mas o som da tua voz
Por vezes me acalma
Acalma-me ouvir-te cantar
Quando acalenta meu sono
Quando me abraça
Para eu dormir
Embalada nas nuvens
Da felicidade.

Entretanto tenho passado
Os últimos dias
Em companhia da tristeza
Que eu não sei se vem de mim
Ou de você
Tem a forma suave
Um fantasma
Uma assombração
Que não se pode
Ver ou tocar
Mas que se sente
Que se percebe.

Portanto meus últimos dias
Têm sido tristes
Daquela tristeza
De não se chorar
Daquela tristeza
Que só existe
Em bolhas soltas
Que navegam pelo ar
E eu nem ao menos
Sei o nome
Ou vem do meu,
Que termina com o
Ou vem do seu,
Que termina com a.

Por que tenho passado
Os dias em companhia
Da tal da tristeza?
Mesmo que seja suave
Ela me arrebenta
Aos poucos
Em loucos
Suspiros desesperados
De mouros
Que trafegam
Em navios abandonados
E eles são a tristeza
Que acompanham
Sem recado
Mas deixam estragos
Que ecoam.

Porém os meus dias
Continuam
Com a companhia
Dessa tristeza
Que ecoa
Pelos poros
E dá voltas
No vácuo
Do puro
Desentendimento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s