Quando faz frio

Já passa da meia noite e eu estou me preparando para dormir. Coloco minha calça do pijama na frente do aquecedor. Fico ouvindo esse cara na minha mente dizendo que o frio é devastador, e já sinto frio antes mesmo de tirar a roupa. Nos cinco segundos que estou sem a blusa, consigo sentir o vento frio passeando pelo meu corpo e arrepiando cada célula que existe em mim. Meus braços estão gelados, não importa o que eu faça. Respiro fundo e crio coragem para tirar a calça. Minhas pernas parecem estar mais geladas que a noite lá fora. Coloco duas meias e fico debaixo das cobertas. Três para ser exata.

Essa sensação parece me consumir por inteiro. O que diabos é isso? Quem é que diz pro meu corpo que ele deve sentir frio? Tento utilizar técnicas de pensamento e imagino meu corpo quente, fico repetindo isso. Algo na minha cabeça diz que eu não vou conseguir. Quanto mais eu tremo, mais me cubro e me encolho. Tento dormir, mas não consigo, fico ouvindo aquela voz dizendo para eu pegar mais uma coberta. Quem é que fala assim comigo?

Publicado por Daniela Farah

Poetisa, escritora, jornalista, observadora da sociedade, pensadora da vida e curiosa. Fiz minha primeira poesia aos oito anos e desde então nunca mais parei de escrever. Ainda criança gostava de contar histórias sobre coisas da minha vida que nunca tinham acontecido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: