Poesias de Elisa

Quis o Destino
Que o anjo negro
Atingisse-me
Com suas flechas verdes
E me arrastasse
Em asas vermelhas
Para o mar
Das almas
Encontrei-me
Ó Anjo negro
Agora
Encontre-me.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s